Home | Bitered

Cultura Pop do mundo.

Artistas que queremos ver no Lolla BR (mas provavelmente não virão)

Começou hoje a venda de ingressos do primeiro lote do Lollapalooza Brasil 2019. Até agora nenhuma atração foi confirmada, mas a mente dos fãs vai à mil lugares quando perguntados sobre quais atrações querem no festival. Nós também temos nossos desejos, mas a maioria deles nunca dará as caras por aqui, mesmo assim, separamos algumas das atrações que seriam fantásticas de se ver ao vivo em Interlagos em Abril do ano que vem.

Childish Gambino

O responsável por This is America e Feels Like Summer é um dos maiores hypes no mundo da música atualmente. Ainda assim, Gambino anunciou que sua turnê atual será a última da carreira musical, sem explicações maiores. vale lembrar que Donald Glover, que usa o pseudônimo de CG, é ator, produtor e roteirista da série Atlanta e de diversos filmes, então o fim das apresentações ao vivo devem ser por causa da carreira cinematográfica. Uma pena para nós brasileiros, que provavelmente não veremos uma apresentação ao vivo do gênio.

Lil Pump

Por falar em hype, o jovem de 18 anos é uma das maiores estrelas do trap mundial, e você provavelmente já ouviu alguma música dele: Gucci Gang, Eskettit e Drug Addicts são alguns dos sucessos. Nos Estados Unidos, Pump lota casa de shows leva os fãs à loucura, e também faz muito sucesso na Eruopa, em países como Suécia, Alemanha e Inglaterra. Atualmente, Lil Pump está preso por quebrar sua condicional, mas em breve será solto. Mesmo assim, é muito difícil qualquer membro dessa nova geração da música chamada Trap vir para as bandas do Brasil, já que seus cachês são maiores do que de outros artistas – afinal, o estilo todo se baseia em ostentação. 

Niall Horan

O ex One Direction e dono dos hits ”Slow Hands” e ”Too Much To Ask” tem sido um grande expoente da música, e deixou de lado seu secundarismo da boy band. Assim como Gambino, Niall entrará em uma pausa de tempo indeterminado ao finalizar com sua turnê. Dificilmente o veremos por aqui. 

Suicide Boys

A dupla de New Orleans que balançou o modelo de negócios da música fez uma apresentação memorável no Lollapalooza de Chicago em Agosto de 2017. Também fazem muito sucesso na Europa, e é comum vê-los em festivais como o Woo Hah e Splash, que valorizam bastante os artistas do underground. Logo após o lançamento do álbum ‘I Want to Die in New Orleans’, a dupla anunciou que daria uma pausa nas carreiras ao terminar a turnê pela europa. Porém, Scrim publicou recentemente no twitter uma mensagem misterioso que indica problemas de saúde da contraparte do SB, Ruby da Cherry, provavelmente relacionados ao uso de drogas. Não sabemos quando a dupla voltará, ou até mesmo se voltará. 

Bruno Mars

Vamos falar a verdade : todo mundo gosta do Bruno Mars. O cantor vem embalando hit após hit desde Just the way you are, em 2010. Nos 8 anos que se seguiram, sempre esteve no topo das paradas : The Lazy Song, When I was your man, Treasure, Uptown Funk, 24k Magic… podemos ficar o dia inteiro falando. Justamente por isso, sua presença no Lollapalooza é quase impossível : Bruno precisa de um festival SÓ pra ele. Suas turnês pelo Brsil são raras, e os ingressos esgotam rapidamente. Pela lista de hits, se torna inviável um show de 1h30 num festival, fazendo valer aquela frase de aficcionados por música : o pior lugar para ver seu artista favorito é em um festival. 

Deixe uma resposta