#BGS2019 – Marvel´s Avengers: Jogamos e está incrível

#BGS2019 – Marvel´s Avengers: Jogamos e está incrível

Jogo será lançado em 15 de maio para PS4, Xbox One e PC

Marvel’s Avengers é meio que um ponto de discussão acalorado: originalmente revelado na E3 de 2017, em formato de teaser; porém com detalhes mostrados apenas na E3 2019, o jogo não agradou aos fãs convencionais da Marvel ou dos games devido ao visual, digamos, questionável dos personagens que protagonizam o título. Porém, durante o evento Brasil Game Show 2019, foi liberado 25 minutos de demo no stand da Playstation, e posso lhes dizer que me surpreendeu muito mais do que eu imaginava.

A demo começou da mesma maneira que o vídeo da conferência da E3 2019 : com um ataque à Ponte Golden Gate durante a celebração do Dia dos Vingadores. A ação mudava automaticamente de um Vingador para outro de acordo com a sequência dos eventos. A demo estava mais otimizada e a aparência da maioria dos personagens havia sido alterada, e parecia mais bonita ao meu ver do que a demo da E3 2019.

Cada herói possuía o próprio estilo de combate e habilidades especiais visualmente fascinantes, trazendo uma abrangência muito bem-vinda ao título e tornando a experiência bem menos enjoativa do que poderia ser.

O primeiro vingador que se iniciava o combate é o Thor, um dos personagem que mais gostei de controlar, poder arremessar o Mjolnir na direção de um oponente e prendê-lo em uma superfície vertical da qual o inimigo nunca poderá se soltar está entre as melhores mecânicas que o jogo poderia ter. Logo após mudou a cena, e entrou o Homem de Ferro. A sua movimentação durante a perseguição aérea era bem fluída, porém, achei um pouco prejudicada durante a fase em que se encontrava, as habilidades variavam entre socos e blasters, o personagem com certeza poderia ser melhor explorado em outra situações, e espero que seja o caso no futuro.

Partindo agora para um dos melhores e mais satisfatórios personagens na minha opinião, o Hulk. A jogabilidade com ele foi a mais divertida e a mais surpreendente ao transformá-lo em uma espécie de Príncipe de Pérsia gigante e verde, além de ser impulsiva fazia com que eu me sentisse como o próprio Hulk. Apesar de seu tamanho ele era um personagem extremamente ágil e conseguia dar pulos muito altos e golpes avassaladores, havia também a possibilidade de usar os capangas como armas brancas e causar danos em muitos inimigos ao mesmo tempo.

O Capitão América, o combate lembrava o sistema de jogos como Batman Arkham e Marvel’s Spider-Man para PS4, com muitos ataques rápidos e brutais que o fazem ir de um inimigo para outro. Além de utilizar de combos de socos com o escudo, ao que parecia não havia limite de arremesso do escudo então não economizei na pancadaria e inúmeras vezes foi muito satisfatório atingir múltiplos inimigos com ele.

Para finalizar, a Viúva Negra, que misturava a porrada tradicional com tiros e era de longe, quem realiza os desvios mais acrobáticos, além de haver muitos Quick Events durante a jogabilidade, eu conseguia sentir a dificuldade de não ter super força ou voar e parecia bem mais desafiador jogando com ela, mas não deixava de me impressionar.

Fechar Menu