Antes de começar a assistir Sex Education, a primeira ideia (errada) que vem a mente de qualquer espectador é que aquela é mais uma série clichê de adolescentes, tratando de assuntos completamente bobos com muito drama fútil integrado. Mas a série da Netflix é justamente o oposto de todos esses conceitos preconceituosos. Iniciando pela temática : um estudante virgem que dá terapia sexual aos seus colegas de escola.

Sex Education é cativante logo nos primeiros episódios, e seus personagens nos fazem querer continuar acompanhando a série. Asa Butterfield (o protagonista, Otis) e seus companheiros de elenco "carregam nas costas" a responsabilidade de prender a atenção, e conseguem fazer isso perfeitamente. Quando o roteiro parece partir para certas fórmulas "facilitadoras" - como mostrar um caso de terapia sexual diferente por episódio - , os dramas particulares ficam mais intensos e os próprios temas abordados elevam o grau de importância - aborto, homossexualidade, aceitação.

Novamente, o mérito disso cabe aos personagens e atores, que entregam a carga dramática necessária para que esses temas não pareçam ridículos. Aliás, em diversos momentos da série o protagonista Otis é questionado sobre suas "terapias sexuais". Oras, o que um jovem virgem tem a oferecer de conselhos íntimos? Essa é a própria série fazendo questionamentos e observações que até então eram do público, assim quebrando a expectativa e criando um vínculo de vericidade com a audiência - fica fácil aceitar toda aquele contexto outrora absurdo.

A série não tem medo (ou vergonha) de tocar em assuntos delicados, e aliás, esse é o principal tema abordado dentro dos roteiros - pra quê tanto pudor e meticulosidade para falar de sexo se todos temos corpos e também problemas ? O bonitão da escola tem problemas de ejaculação, o casal lésbico não consegue prazer em suas relações, a menina mais bonita tem vergonha da própria vagina, e o garoto virgem e que não consegue se masturbar tem uma mãe sexóloga. Essa é a vida real, tratada aqui de maneira muito justa e sincera.

Sex Education vai além dos méritos de ser uma série interessante, e consegue não somente falar e atingir o seu público alvo, mas também ensinar e transmitir suas mensagens de maneira muito clara. Uma das mais interessantes produções dessa nova era de obras juvenis na Netflix.

OUTROS REVIEWS

O Último Programa do Mundo

Riverdale

Preacher

Fechar Menu