Tempo (Gustavo Alves) | INTRO SESSIONS

Tempo (Gustavo Alves) | INTRO SESSIONS

Essa aqui é a minha primeira contribuição como autor para a série ‘INTRO SESSIONS’, na qual busca conectar nossas sensações com vocês, e talvez, está tenha sido uma das mais genuínas da qual criei nos últimos tempos, então, resolvi compartilhar.


Na medida em que horas varrem o tempo

Deixei de ser um cisco no chão

Não entrei mais nos furos da peneira

Pois, foi absorvendo toda a poeira

Que hoje, eu me tornei grão

E o que se faz aprendendo com o vento?

Se não for a própria evolução

Outrora era a peneira

E agora é o seu coração.

Gustavo Alves

É isso ai pessoal

Deixe uma resposta

Fechar Menu