Hobbs & Shaw encontram a formula do sucesso

GUSTAVO ALVES

Desde que Velozes e Furiosos tornou-se um grande expoente nas bilheterias mundias, a franquia vem se adaptando em um formato cada vez mais acessível a todos os públicos, mesclando gêneros e elementos de filmes que já fazem sucesso. Em Hobbs e Shaw, spin-off da série, os produtores conseguiram juntar varias propostas sem deixar de lado a eloquência que a transformou.

A princípio, é interessante ver como o filme é estruturado, a noção que temos ao assisti-lo é que ele é extremamente sob-medida, com momentos de humor besterol e inteligente, ação com carros, porradaria, uso dos super poderes, drama, devidamente balanceados. Mas este formato não consegue realmente prender o espectador na trama e isso nem mesmo os personagens principais, Luke Hobbs (Dwayne Johnson) Ian Shaw (Jason Statham) e Brixton Lore (Idris Elba) transmitem de tal forma.

O spin-off atende bem a sua proposta de se reinventar e trazer certas novidades para o longa, novidades que já estão presentes em diversos outros filmes franquiados, mas isso não significa que a diverção e o entretenimento durante as 2 horas de filme não estejam presente, porém fica evidente que ao tentar atirar para todos os lados, faltou um pouco de densidade e desinvolvimento para que o espectador se importe pelas ações, pelos personagens e pelo próprio filme em si.

Fechar Menu